XXVI CONCÍLIO NACIONAL da Igreja Católica Apostólica Brasileira, em Brasília

Atendendo à convocação de Dom Josivaldo Pereira, Bispo-presidente do Conselho Episcopal/CE da Igreja Católica Apostólica Brasileira/ICAB, os dignitários do clero e representantes de suas respectivas dioceses, estiveram reunidos em Brasília, entre os dias 10 e 14 de janeiro de 2022 para a realização do XXVIº CONCÍLIO NACIONAL da Igreja.

Realizado em caráter ordinário, dentro do período previsível de 2 anos, a convocação está amparada pelo Artigo 38 do Estatuto da Igreja (Reveja nossas publicações sobre os concílios de 2017 e 2019, aqui).


Para as realizações das sessões conciliares, as pautas foram pré-determinadas pelos membros do Conselho Episcopal/CE em reuniões internas ocorridas até o dia 05 de outubro de 2021, quando foi decretada oficialmente a convocação dos prelados.


As presenças de 32 bispos das dioceses, superaram o quorum mínimo de dois terços de todos os bispos da Icab para as realizações das sessões, cujas decisões democraticamente deliberadas, foram lavradas em ata oficial. Por motivo de força maior, 20 bispos participaram pelo modo virtual, inclusive de países onde a Icab tem missões oficializadas.


Em suma, foram decididos sobre assuntos como as reformas no Estatuto da ICAB, especialmente nos artigos 34,38,39 e 48; foram aprovadas as criações do Conselho Administrativo das Missões, da Comissão Permanente de Retorno (para o ingresso de clérigos de outras denominações), Comissão Permanente dos Sacramentos e confirmação de Dom Joanir Neves como presidente do Supremo Tribunal Eclesiástico/STE e de outros nomes na composição do Conselho Episcopal. Outras decisões impactaram mudanças nas jurisdições de outros países como Paraguai, Colômbia, Filipinas e Camarões.








241 visualizações0 comentário