top of page

Encontro da chancelaria da Igreja com o CONIC e a Comissão para o Ecumenismo da CNBB

Visita ao CONIC e a CNBB


Louvado seja nosso senhor Jesus Cristo!


"A sabedoria dos sábios está no ouvir"


Amados pares do Episcopado da Veneranda Igreja Católica Apostólica Brasileira ,estejam bem na misericórdia de Deus

Caros Bispos e Padres que compõe o governo legítimo de nossa amada Igreja Católica Apostólica Brasileira,venho a vossas presenças nestas poucas letras para lhes relatar de nosso encontro com a Secretária Geral do CONIC,a Reverenda Pastora Luterana Romi Bencke e com os Senhores Bispos Romanos que compõe a comissão para o Ecumenismo,composta pelos Excelentíssimos senhores bispos , Dom Teodoro Mendes Tavares , presidente,Dom Rodolfo Luiz Weber e Dom Zanoni Demétrio Castro e padre Marcos assessor desta comissão.

No CONIC nosso encontro iniciou pontualmente às 09:30h durando uma hora e quarenta minutos tempo onde abordamos os muitos documentos apresentados e respondemos a um variado questionamento sobre nossa instituição. Ouvimos do regramento geral para adesão ao mesmo conselho e saímos seguros de que nosso pleito será levado a comissão administrativa do mesmo órgão afim de que deliberem sobre o assunto e possamos dar outros passos necessário para a tal adesão que tem como regra básica a necessária carta de recomendação da parte de duas outras igrejas membro. As cordialidades foram muitas e a secretária Geral Pastora Romi Bencke se comprometeu a dar os passos necessários para este fim. As razões que nos levam a este desejo de participar do CONIC já foi ilustrado na carta que os senhores receberam.

Na CNBB, nosso encontro se deu as 11:00h pontualmente,e fomos recebidos a porta por Dom Teodoro e Dom Zanoni mais padre Marcos que acessora esta comissão. Neste acolhimento nos foi apresentada a capela,com oração pessoal de todos,logo após um quadro belíssimo que retrata o livro do Apocalipse, muito bem explicado por Padre Marcos; após subimos para sala de reunião e tendo recebido a colhida de Dom Teodoro e sendo apresentado a Dom Rodolfo a palavra me foi passada. Iniciei agradecendo a delicadeza de nos receberem e segui com a leitura da carta de saudação e de intenções da ICAB para com a Igreja de Roma, representada no Brasil pela CNBB. Após a leitura ponderamos vários itens,sempre frisando de nossa disposição ao diálogo e a cessar com as desavenças que muitas vezes levam as Barras da justiça civil,algo que de fato é um contra testemunho em face do ecumenismo desejado e apregoado. Após longa exposição dos mais diversos documentos entregues aos mesmo começou algumas perguntas por parte dos bispos romanos, todas respondidas com base no material que apresentamos. Houveram algumas ponderações sobre a formação e mesmo sobre as diversas outras igrejas separadas,mas deixamos claro quem somos e que não há possibilidade de qualquer confusão neste sentido,deixando claro que respeitamos as diferenças mesmo quando estas venham por uma dissidência. Na carta que os senhores também receberam está clara as petições, sobretudo de uma comissão de alto nível católica romana/Católica Brasileira de diálogo e com isso começar a superar algumas problemáticas ainda existentes. Recebemos o comprometimento de que o assunto será levado a CNBB como um todo. Após fomos ao almoço onde na messa os assuntos foram os mais diversos em clima maravilhoso de irmãos em Cristo Jesus. Tanto no CONIC como na comissão romana foram presenteados com o lecionário de nossa Igreja como parte de esclarecer que não há confusão litúrgica.

Seguiremos em breve tempo com encontros com as direções maiores das igrejas luteranas tanto a "do" como a "no" Brasil,bem como com a igreja metodista,e as igrejas orientais que tenham representação com autonomia no Brasil,de forma especial os ligados ao patriarcado de Istambul com Dom Bartolomeu, e a Igreja Grega para também com estas igrejas termos diálogo se possível de comissões.

Em breve tempo esta pasta da Chancelaria criará uma comissão composta de 6 membros (bispo e 5 padres) para o assessorar nos diálogos a nível de região fazendo com isso fluir de melhor forma nossa inserção no mundo ecumênico. A escolha destes sacerdotes terá como critério principal a formação teológica e a abertura ao diálogo ecumênico. Por óbvio o bispo do possível padre convidado será consultado com antecedência do próprio convidado.

Quero agradecer a generosa colaboração dos padres Alexandre e Talmaturgo que muito ajudaram nos trabalhos da montagem das pastas de documentos entregues bem como na logística de movimentação na cidade. Padre Alexandre de forma especial em sua dedicação na organização dos documentos.

Por fim agradecer aos senhores,meus pares no Episcopado por acreditarem na gente e nos confiarem suas orações para que tudo ocorresse na mais perfeita paz. Aproveito o momento para comunicar nossa ida a Bolívia em outubro,aos Estados Unidos em Novembro e a República Dominicana em Dezembro,sempre na função de bem representar nossa amada Igreja na condição de Chanceler da mesma.


Um vosso em Cristo;


+Dom Antonio Duarte Santos Rodrigues

Diocesano de Barra de São João RJ e

Chanceler da ICAB







179 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page