top of page

Diocese de Duque de Caxias (RJ) recebe seu 2º Bispo Diocesano: Dom Clécio Ferreira

Em uma celebração belíssima, rica em simbolismos e emoção, ocorreu no dia 18 de novembro de 2023, na Igreja Catedral “São Judas Tadeu”, em Duque de Caxias (RJ), na presença de familiares, bispos, padres, diáconos, seminarista e grande número de fiéis, a sagração episcopal do Revmº Pe. Clécio Araújo da Silva Ferreira, eleito no XXVII Concilio Nacional da Igreja Católica Apostólica Brasileira (ICAB) com bispo para a respectiva diocese fluminense.


Dom Clécio Ferreira – nascido aos 10/ 01/ 1982 – teve como sagrante principal Dom Gustavo Lima (Diocesano de Jaboatão dos Guararapes/ PE) e ao seu lado, como co-sagrantes, estavam Dom Gilberto Pergher Júnior (Bispo Coadjuntor de São Paulo/ SP) e Dom João Dias Neto (Diocesano de Foz do Iguaçu/ PR). Além dos quais também estiveram presentes: Dom Rodnei Francisco (Diocesano de Volta Redonda/ RJ e Bispo Regional Sudeste) e Dom Wagner Perez Rodrigues (Bispo Diocesano de São Paulo/ SP)


A solene cerimônia fora marcada por momentos fortes de emoção e expressivos de fé, entre os quais a profissão pública de fé e compromisso do novo bispo, a prostração, imposição de mãos, a entrega das insígnias episcopais, além de uma especial e fraterna saudação feita por Dom José Ramos (Bispo de Lages/ SC) em bela carta recordando a missão primeira dos apóstolos de “anunciar e governar segundo ordena o Espírito Santo”, bem como o amor, zelo e espírito de oração e fé do eleito. “O Senhor Jesus, enviado pelo Pai para redimir os homens, por sua vez enviou ao mundo os doze apóstolos para que, repletos da potência do Espírito Santo, anunciassem o Evangelho a todos”, frisou.


Igualmente, ao fim da celebração eucarística, Dom Rodnei Francisco (Bispo Regional) apresentou, em sua saudação, as virtudes de Dom Clécio Ferreira enfatizando sobretudo a humildade do novo bispo a qual o agiganta na missão de pastor daquele rebanho.

Dom Clécio definiu este como “o momento mais sublime, a plenitude do Espírito Santo, a sucessão apostólica” que faz de sua vida serviço e proximidade com as pessoas na continuidade da obra do Senhor, anuncio do Reino e salvação das almas.








Diácono ICAB Luiz Cláudio Zóboli


128 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page